sexta-feira, 12 de março de 2010

Vontade é coisa que dá e passa. O foda é quando dá.

sexta-feira, 12 de março de 2010
.

Vontade é coisa que todo mundo tem.
Pode ser de qualquer coisa.
Eu confesso que me encontro um cado descerebrada para escrever aqui agora.
Entretanto, acho-me imbuída de duas vontades conflitantes:
A vontade de escrever, que me traz aqui, e a vontade de comer (mais propriamente, a fome) que me tira o raciocínio lógico e posso estar escrevendo qualquer baboseira aqui nesse blog que meu senso crítico e bom português foram para as cucuias.
Funcionar com fome não dá.
Daí acho que nem vou conseguir ir muito longe...

Então, beleza.
Voltando.

Às vezes tenho ganas de sair correndo. Correndo muito. E pra longe.
Sumir.
Viver outra vida, mudar de nome, endereço, tipo sanguíneo... qualquer coisa!

Vontade não tem razão.
Vontade não mede limites nem faz a gente usar a cabeça.

Ela vem com um estalo, como um riscar de fósforo.

E eu quero mais é ver o fogo pegar.

.

1 luz(es) no fim do túnel:

Diogo disse...

to com vontade de te dar um super abrazo e um hiper beijo. . . e creio q nao passará tao cedo. . .